Megaman: Wily Wars para o Mega Drive

Megaman: Wily Wars para o Mega Drive

Salve botequeiros! Como estão vocês?

Para você que achava que esse papo de remaster e remake era coisa nova, exclusividade do Playstation 4, aí vai um balde de agua fria: Já rolou muito disso lá atrás, inclusive entre as gerações 8 e 16 bits.

Se você fizer um exercício, vai acabar lembrando do Super Mario All Stars, que trazia os Marios do Nintendo 8 bits para o Super Nintendo 16 bits. Mas hoje, vamos falar do todo poderoso “Megão”. O jogo escolhido é uma coletânea remasterizada dos 3 primeiros jogos do nosso querido Blue Bomber: Megaman: Wily Wars.

Este jogo foi lançado no final de 1994 no Japão e em 1995 na Europa. Nos Estados Unidos chegou apenas pelo serviço online Sega Channel.

Mega Man - The Wily Wars - Abertura
Tela de abertura do jogo

Um Upgrade na Série Clássica

Até o lançamento de Megaman: Wily Wars, ainda mais que a franquia clássica era exclusividade do Nintendo / Famicom 8 bits, com seu último lançamento, Megaman 6, em 1993. Primeiro de tudo, esta coletânea é a primeira aparição do Megaman em consoles da Sega e ela traz o remaster dos 3 primeiros jogos, lançados em 1987, 1988 e 1990, também com gráficos e sons atualizados para a nova geração de 16 bits, além disso a correção de bugs e glitches das versões originais.

NES - Megaman 1 - Seleção de Fase
Tela de seleção de fases do NES, Megaman 1
Wily Wars - Megaman - Selecao de Fase
Tela de seleção de fases do Megaman 1 em Willy Wars

A franquia clássica teria sua continuidade na geração 16 bits um ano depois, em 1995, com Megaman 7, em 1996 com Megaman 8 e em 1998 com Megaman & Bass, todos para Super Nintendo. Portanto, a única vez que o Megaman apareceu no Mega Drive foi em Megaman: Wily Wars.

Outra grande vantagem deste port para Mega Drive é que o cartucho agora possui um mecanismo com bateria para salvar o progresso nos jogos.

Ainda mais que um modo extra de jogo chamado “Wily`s Tower” contendo 3 novos bosses (chefes) de uma chamada “Genesis Unit” (referência ao console) surge após terminar os 3 jogos, e após isso você pode escolher entre 8 poderes dos jogos anteriores para encarar a torre do Wily.

Megaman 1 - Fase do Cutman
Fase do Cutman no NES, Megaman 1
Wily Wars - Megaman 1 - Fase do cutman
Fase do Cutman, Willy Wars

História

Megaman

A história da Série clássica mostra o conflito entre os cientistas e gênios da robótica Dr. Light e Dr. Wily. No primeiro game, Wily rouba os robôs ajudantes de Light e os reprograma para cumprir seus nefastos objetivos de dominação do mundo. Light se vê obrigado a impedir que isso ocorra, pois se sente responsável pelo acontecido e reprograma seu robô ajudante e instala upgrades criando assim aquele que conhecemos como Megaman.

Megaman II

Um ano depois de derrotado, Dr. Wily aparece com um exército de 8 robôs criados por ele e inicia um novo desafio para Megaman, que acaba com a rendição de Dr Wily e um ato nobre de Megaman poupando sua vida.

Megaman III

Alguns anos mais tarde, vemos Dr. Wily, em tese, regenerado, trabalhando em conjunto com Dr. Light novamente, em um projeto chamado Gamma. Misteriosamente 8 robôs ajudantes enlouquecem e somem cada um com um cristal de gamma. Megaman vai ao resgate e desta vez tem um companheiro canino chamado Rush. Um inimigo recorrente nomeado de Break Man aparece varias vezes durante a jornada. Ao final,  Wily rouba os cristais e foge para sua fortaleza. Depois de derrotá-lo, a fortaleza é destruída e Dr. Wily é dado como morto. Megaman é resgatado por Break Man que na verdade é Proto Man, seu irmão mais velho.

O plot mostra que Dr. Wily viaja no tempo para tentar impedir as 3 primeiras aventuras de Megaman. Cabe ao nosso herói reviver estas aventuras e depois partir para o verdadeiro desafio: A Torre do Wily.

Abertura

Disclaimer

Keiji Inafune comentou que o desenvolvimento foi um pesadelo absoluto, pois foi lento e sofrido nas mão de uma terceirizada.

Eu recomendo revisitar os clássicos 3 primeiros jogos a partir do Mega Drive, tanto pelos gráficos melhorados quanto pelo pedaço extra de história e novos chefes.

Confesso que ao primeiro contato a conversão do som para o chip do Mega Drive (YM2612) me causou bastante estranheza, e se não tentarmos comparar com a série Megaman X, que foi lançada quase um ano antes para o Super NES, você acaba achando os gráficos até legais e percebe uma evolução dos originais do NES, mas comparar com o X não vai te trazer uma sensação boa.

Finalizo dizendo que vale a pena, para sentir como funciona um Megaman no Mega Drive. E, é claro, é sempre bom revisitar uma franquia tão nostálgica quanto o Megaman, que tem muitos fãs apaixonados.

Um grande abraço,

Até a próxima!