Rolling Thunder 2 para Mega Drive

Rolling Thunder 2 para Mega Drive

Salve botequeiros! tudo na paz? A análise de hoje é para você que quer um jogo legal e diferente para jogar no Mega Drive, que fuja dos clássicos já conhecidos: Sonic, Gunstar, Rystar… Bora conhecer mais um? O jodo de hoje é Rolling Thunder 2 para o Mega Drive.  Ahhh e tem co-op!

Desenvolvido e publicado pela Namco, Rolling Thunder 2 é um port muito competente do Arcade (Namco System 2) para o Mega Drive. Trata-se de um “run and gun”, 2d, com temática em espionagem. A cara do inicio dos anos 90!

Mas Antes disso …

Como assim começa do 2??? O primeiro jogo, Rolling Thunder, foi lançado em 1986 para a placa de Arcade Namco System 86 (8-bit) e seu enredo foca o resgate da agente Leila, sequestrada por uma organização secreta criminosa nomeada de GELDRA.

Os ports do primeiro game foram para os computadores: Amiga, ZxSpectrum, Commodore64, Amstrad CPC e, nos consoles para o NES.

Rolling Thunder 2 saiu para Arcade em 1990 e teve port exclusivo para Mega Drive em 1991. Sua continuação, Rolling Thunder 3, foi desenvolvida exclusivamente para Mega Drive, ou seja, não saiu para Arcades.

O Enredo

Um a um, os satélites de comunicação de diversos países estão sendo destruídos. Com isso, vive-se um grande “apagão” e consequentemente caos entre as nações. Albatross e Leila, dois agentes da unidade de espionagem da World Criminal Police Organization (WCPO) são enviados para investigar este ocorrido. A história vai se desenvolvendo através de cutscenes no início de cada nova fase.

Resumindo, a organização criminosa GELDRA, até então destruída no primeiro capítulo da série, ressurge através de uma nova liderança e a queda da comunicação global é apenas uma parte de seu plano para dominação mundial!

Jogabilidade

Apesar de ser um “run and gun”, não vá pensando que é frenético como Gunstar Heroes; trata-se de uma jogabilidade mais cadenciada lembrando muito Shinobi, mas com alguns elementos como: dois planos de plataforma, um acima e outro abaixo podendo alternar entre eles com o comando pra cima e pulo ou pra baixo e pulo dependendo de onde estiver; e, portinhas que recompensam com powerups. Ambos muito utilizados em Sunset Riders.

Apesar de poder escolher entre os dois personagens, e eles serem fisicamente diferentes, não há diferença de gameplay entre eles. Pode-se tomar dois danos de contato com inimigos. Apenas um tiro de projétil causa morte instantânea. Lembrando que existem powerups de energia.

A munição é limitada. Caso esteja usando uma arma especial como metralhadora ou lança chamas, ela é descartada. Caso esteja na pistola e a munição acabe, você ainda pode atirar mas o tiro fica significantemente mais lento. Munições e armas podem ser encontradas nas portinhas.

Versão Domestica

A versão doméstica para mega drive, apesar de ser um pouco mais lenta e ter menos detalhes de cenário em relação a versão do Arcade, tem um “plus a mais”: cutscenes no início de cada fase e pasmem, três novas áreas!

Fases e uma Roubadinha Honesta

Abaixo, algumas imagens das fases com seus respectivos passwords, para que você possa passear entre as telas para curtir esse jogão!

Os cenários vão da Flórida até o Egito, basicamente localidades com bases camufladas da GELDRA .

 

Se você achou facinho, o pessoal da gamesfaq tem os passwords com dificuldade aumentada, só clicar aqui.

Veredito

É um jogo com uma gameplay bem simples mas bem executada tornando o jogo bem divertido de jogar. A dificuldade não é exagerada mas também não é um jogo fácil. Te garanto que vai te prender por um tempinho.

Espero que tenham gostado desta análise, que jogem e se divirtam!

Comentem aí a opinião de vocês ! Braxxx!